Receita de um queridão da internet!

Tem uma coisa aqui que é fato: a gente ama e pensa em comida com a mesma intensidade que usamos a internet! Deve ser por isso que as fotos de comida são um fenômeno nas redes sociais e a gente consegue notar isso claramente, principalmente quando o Comida di Buteco começa: é foto do petisco preferido pra cá, resenha do buteco visitado pra lá, é dica de qual buteco ir, e por aí vai! Inclusive, também se torna evidente que alguns favoritos, em todas as cidades, começam a aparecer!

Temos certeza que, se qualquer um deles vencesse o Comida di Buteco, o público ficaria muito feliz, inclusive, imagina se rolasse uma segunda premiação, tipo: o mais querido durante o concurso nas redes sociais? A disputa seria tão emocionante quanto!

Então, pensando nisso, fomos atrás da receita de um dos tira-gostos que fez muito sucesso nas redes sociais e foi tão fotografado quanto apreciado! Sim, tem VÁRIOS pra gente explorar nesse sentido, e a gente vai levar isso pra frente, pode deixar!

A ideia é que, se as redes sociais quebram fronteiras, com certeza o sucesso desses tira-gostos (que além de deliciosos, são muito fotogênicos) ultrapassou as fronteiras da cidade onde foi criado e despertou aquela agua na boca do pessoal de longe!

Pensamos que, dessa forma, vocês adorariam ter a receita, pra pelo menos tentar fazer em casa, né?

Portanto, a receita de hoje é do Bar Palhinha, do RJ, muito visitado e apreciado durante o Comida di Buteco 2016, como podemos ver aqui nesse clique perfeito da Foto @luah_f

13116754_1018757121493543_1289305481_n (1)

E também nesse ângulo bem escolhido do @delmirojunior

13188191_998437693568181_50444593_n

Ou aqui, pelos olhos do@lalabristow, com uma cervejinha acompanhando.

13167481_1724601597759811_1319340022_n

Antes de ser devorado, pela @luacout

12960080_694008250739285_255572074_n

Mas chega de passar vontade! Se você não pode ir até o Bar Palhinha, a receita dele vem até você. Arregace as mangas, separe os ingredientes e vamos lá:

Ingredientes:
Costela:
500g de costela suína
50g de queijo coalho
2 ovos
150g de farinha de rosca
300ml de suco de limão siciliano
Sal
Pimenta
Ervas frescas e desidratadas (cominho, alecrim, nós moscadas, etc.)

Geleia de limão:
50g de açúcar
100ml de suco de limão
20g de gelatina incolor
½ limão inteiro

Modo de preparo:
Costela:
Cozinha a costela misturando todos os temperos e após cozidas corte-as em unidades. Recheie com queijo coalho e empane na farinha temperada. Frite as unidades.

Geleia de limão siciliano:
Leve ao fogo brando 100 ml de água misture o açúcar, o suco de limão, a gelatina e raspas de casca de limão.

 
Depois volta aqui pra dizer se deu certo!

 

 

 

Faça em casa o tira-gosto “Ressurgência”

Aparecer no Bar do David pra ter o prazer de passar umas horinhas lá, entender o motivo que o levou a ser o melhor buteco do Brasil e ainda comer aqueles tira-gostos deliciosos é o que todo mundo deve tá querendo nesse momento, MAAAS, se no momento o RJ tá um pouco longe, você ainda pode pensar em uma segunda opção momentânea – só enquanto você vai preparando a viagem pro RJ – que é a seguinte: tentar fazer em casa o tira-gosto que ajudou o Bar do David a se consagrar o melhor buteco entre TANTOS concorrentes!

Bora tentar?

A receita é simples, com ingredientes deliciosos, principalmente pra quem ama frutos do mar – como já dissemos aqui, o David, dono do buteco, é pescador e os frutos do mar acabaram parando em suas receitas de buteco, ganhando o coração de todo mundo que já passou por lá!

Ao final da lista tem um vídeo, onde o próprio David Bispo explica o passo a passo dessa receita!

Prestem atenção nos ingredientes:
500g Feijão Fradinho
200g Mexilhão
300g Filé de Peixe
200g de Lula
200g Polvo
200g Camarão
1 Pimentão Verde (Médio)
1Pimentão  Vermelho (Médio)
1 Pimentão Amarelo (Médio)
300g de Tomate
150g de Cebola
50g Azeitona
50ml de vinagre de vinho
1 mole de salsa
6 Dentes de Alho
1 Pitada de Sal
1 Palmito
1 Limão

Decoração:
1 Repolho Roxo
1 Mole de Alecrim
1 Pimenta dedo de moça

Modo de preparo:
Cozinhar os frutos do mar separados.
Vinagrete:
Picar todos os ingredientes e misturar o vinagre, azeite, limão e ou maracujá e sal
Adicionar os frutos do mar já cozidos, no molho já pronto.
Servir na folha do repolho.

Vídeo muito bacana feito pelos nossos parceiros do RJTV, Bom Dia Rio e G1 Rio!

Video: https://www.facebook.com/RJTV/videos/575696045944647/

Pegaram? Então é hora de tentar aí! Depois comentem aqui como ficou essa maravilha!

Bar do David, o melhor buteco do Brasil, da favela para o mundo!

A gente poderia passar horas debatendo qual seria o melhor buteco de todos, tá cheio de buteco bom por ai, vide os 20 que levaram a melhor na disputa do Comida di Buteco 2016 em cada cidade!

Por isso, a ideia de fazer um concurso pra decidir essa questão! Só que a regra do jogo mandou escolher um só… Aí entra o dilema: qual seria o buteco que poderia, em nome de todos os outros, representar essa nossa alma tão butequeira? MISSÃO DIFÍCIL!

Nós passamos o ano todo caçando butecos que representem essa cultura – sim, não é nada fácil ser a gente ♥ –  e, como características essenciais para um legitimo buteco, esses devem ter seu dono à frente,  manter suas raízes, além de ter aquele clima de bem estar e cumplicidade entre os clientes, os donos e os funcionários, das mesinhas do lado de fora, nas ruas de paralelepípedos, enfim! Buteco é onde a gente se sente em casa! Tipo nessa foto aí.

bar-do-david

Sentiu a pegada butequeira nessa imagem? Não é a toa que ela retrata o Melhor Buteco do Brasil! Isso mesmo: ele veio de uma comunidade do Rio de Janeiro, lugar onde o buteco nasceu, apesar de BH ser a verdadeira Capital Mundial dos Butecos. No Rio, o buteco também é sagrado e já está enraizado na cultura do povo! Foi lá que o pescador David Bispo tocou seu estabelecimento com muita responsabilidade, trabalho pesado e mantendo suas raízes! Como era pescador, sua praia sempre foram os frutos do mar, o que faz com que ele capriche nos petiscos, vários deles levando algumas dessas delícias. Não foi diferente com o petisco desse ano, o Ressurgência, uma salada de frutos do mar com feijão fradinho!

2847152

Aliás, o nome do petisco tem muito a ver com toda essa historia de transformação de vidas, que tanto amamos acompanhar e que mantemos como missão: o David conta que é um orgulho imenso representar as favelas do Rio. Seu buteco fica no Chapéu da Mangueira e foi o primeiro buteco de comunidade a fazer parte do Comida di Buteco, lá em 2011. Ele diz que sua participação traz muito reconhecimento para o comercio do morro, de forma geral, o que melhora em muito a vida dos negócios na comunidade e foi aí que a favela passou a se tornar mais frequentada, não só por moradores. Para ele, essa alavancada da vida na comunidade é o que ele conhece por ressurgência (ela também foi pacificada em 2009, o que reforça ainda mais o sentido de transformação de vidas para seus moradores!)

Aliás, seu buteco é um belo exemplo do que ressurge: apesar de modesto, o Bar do David já foi menor. Hoje é um ótimo exemplo de estabelecimento na comunidade que atrai a visita de pessoas de toda parte para entender o que ele tem de melhor! O estabelecimento começou bem pequeno, entrou para o Comida di Buteco e passou a ser reconhecido depois de alcançar o pódio algumas vezes (mas nunca como campeão!). Ele foi o 3º colocado em 2011; 2º em 2012; e 3º em 2015, até que, finalmente, em 2016 levou a melhor como o Campeão do Rio de Janeiro e Campeão da disputa nacional!

Muita coisa mudou durante esses anos!

Eis aqui, o Bar do David, anos atrás…

SAMSUNG

Hoje em dia a essência butequeira permanece, mas sempre melhor e com muito mais estrutura pra você tomar sua cervejinha e comer seu tira-gosto numa boa!

Bar-do-David-5-800x600

Conhecendo a fundo a historia do Bar do David, a forma como o público aprendeu a apreciar o estabelecimento e a comunidade onde está inserido, além da satisfação de todos que saem de lá, não nos resta dúvidas de que esse título foi extremamente suado e merecido, e o Brasil ganhou um excelente representante dessa cultura tão nossa!

Para o David, a emoção é ainda maior: “Quando comecei a participar do Comida di Buteco, abracei a responsabilidade de representar toda uma favela. Meu bar era uma birosquinha, sem perspectiva, e se transformou num point do Rio de Janeiro – disse David, logo após receber o prêmio. - É um momento muito feliz por a gente fazer parte da gastronomia carioca e em poder representar as favelas.” A ideia dele sempre foi projetar a favela para o mundo inteiro. Tá no caminho certo, David! Aliás, sua vitória tem servido de estímulo para muitos outros negócios locais.

Sobre o tira-gosto, David conta que “o pessoal passou a implicar com frituras, e eu pensei em algo que fosse mais leve e, ao mesmo tempo, tivesse a ver com o cardápio original do bar, que sempre trabalhou com frutos do mar. Sou pescador e esta é minha praia”, e finalizou falando sobre o que o Comida di Buteco representa, hoje, para ele: “Talvez a minha realidade fosse diferente hoje se eu não tivesse entrado para o Comida di Buteco. É um sonho esse título nacional. Agradeço à minha equipe e aos organizadores do concurso. É o Rio representando a culinária brasileira”!

Se você perdeu a matéria no RJTV com todos os detalhes do dia da premiação, além do momento em que o David é consagrado campeão, pode dar o play aqui!

 

Conheçam o MELHOR BUTECO DO BRASIL!

Vamos falar um negócio pra vocês: nunca nessa terra a gente viu tanto CAMPEÃO junto! Pela primeira vez em toda a história do Comida di Buteco, tivemos a oportunidade de unir todos os butecos campeões, das 20 cidades participantes, em um único lugar pra acirrar ainda mais essa competição e descobrir, entre eles, o que o público sempre foi louco pra saber: quem é o melhor, o que levou o título inédito de MELHOR BUTECO DO BRASIL!

1 Melhor do Brasil Foto Marcos Pinto (12)

Estiveram, no Rio de Janeiro, na noite de ontem, os butecos Quiosque Beer, de Manaus; Boteco da Nina, de Belém; Bar do Nem, de Fortaleza; Confraria do Zé Perninha, de Recife; Boteco da Mídia, de Salvador; Confraria Chico Mineiro, de Brasília; Universo do Beiju, de Montes Claros; Wisquinão Bar, de Goiânia; Já To Inno, de Belo Horizonte; Mussa Petisqueira, de Uberlândia; Galpão, do Vale do Aço; Bar do Bené, de Juiz de Fora; Bar do David, de Poços de Caldas; Vila Aurora Bar, de São José do Rio Preto; Spettus Bar, de Ribeirão Preto; Bar Preste Atenção, de Campinas; Boteco do Murruga, de São Paulo; Bar do David, do Rio de Janeiro; Dom Rodrigo, de Curitiba; e o Tuim, de Porto Alegre!

Cada um desses butecos venceu a disputa em suas cidades, entre tantos butecos que capricharam e correram atrás da premiação, representando suas regiões nessa disputa pelo melhor buteco e, consequentemente, melhor tira-gosto, melhor atendimento, melhor higiene do local e melhor temperatura da bebida. Esses são os quesitos que cada um passou pela avaliação de público e jurados, que visitaram durante o período da etapa regional e dos jurados nacionais. Cada um disputou com unhas e dentes e juntos chegaram na etapa nacional por reconhecimento do trabalho de todo um ano de preparação!

Gostaríamos de agradecer cada um deles, e o povo butequeiro de cada uma dessas cidades, que diretamente e indiretamente trouxeram ao pódio e ao conhecimento do público esses legítimos butecos com U!

O momento é histórico mesmo e a ideia é uma só: firmar ainda mais a importância do buteco na cultura e gastronomia brasileira!

Nossa comissão de jurados foi escolhida especialmente para essa missão. Foram 3 jurados em cada buteco campeão – um da própria cidade e dois de outras cidades – ver o que esses tira-gostos tinham de tão maravilhosos e constatar o porquê aquele buteco estava ali, naquela disputa, representando a gastronomia de sua cidade.

A missão não foi fácil não, mas o resultado SAIU SIM!

Você deve estar ansioso pra descobrir o endereço, nome e buteco do ano de 2016, né? Quem acompanhou a nossa live ontem, pelo Facebook, diretamente da premiação, já sabe quem levou o titulo! Pra quem não viu, esse pódio nacional ficou exatamente assim:

O terceiro lugar, foi para o DOM RODRIGO, de Curitiba, que brilhantemente conquistou o público e, apesar de ser estreante, mostrou para o que veio e já se destaca como o terceiro melhor buteco do país! Aliás, ele foi até destaque aqui no blog, como um exemplo de buteco a ter sua vida transformada daqui pra frente! Revejam aqui!

Eis aí a foto do campeão de Curitiba, na premiação, já com pinta de buteco de reconhecimento nacional!

1 Melhor do Brasil Foto Marcos Pinto (122)

O segundo lugar, conquistando o título de vice campeão, foi para ele que venceu a disputa em São José do Rio Preto, se destacando entre os 20 butecos participantes, e agora enfrentou nessa segunda rodada outros 19 butecos, garantindo seu lugar ao Sol: o Vila Aurora!!! Merecido DEMAIS, ganhou na colherada – quem passou por lá e provou o petisco, vai entender bem! Grande exemplo de atendimento, de estabelecimento familiar, de clima butequeiro e de receitas únicas!

1 Melhor do Brasil Foto Marcos Pinto (163)

Agora, o GRANDE CAMPEÃO é aquele que representa a alma butequeira do Brasil, que é carioca e da comunidade! Ele que representa o buteco carioca, aquele lugar que todo brasileiro, seja lá de onde for, se sentirá em casa, bem servido e à vontade, e que mandou muito bem em todos os quesitos da eleição no Rio, provando que mereceu esse título e conquistando os jurados na votação nacional…

Apresentamos a vocês, o MELHOR BUTECO DO BRASIL: BAR DO DAVID!!!

Parabéns, David Bispo e toda a equipe do buteco!

Sobre a premiação, David foi enfático: “Fico pensando em como foi para Isaac Newton explicar a Lei da Gravidade naquela época. Foi isso o que a gente fez, a gente quis mudar. Fiz um prato super tropical, e a resposta do público foi imediata. Criei um prato com as minhas referências, com a minha identidade, e isso fez a diferença.”

Buteco é identidade, é a representação de onde a gente pisa, é comida raíz, é arriscar e conquistar o público com um tira-gosto único!

1 Melhor do Brasil Foto Marcos Pinto (242)

3 Melhor do Brasil Foto Marcos Pinto (317)

Não nos resta dúvida de que o Brasil ganhou uma EXCELENTE REFERÊNCIA BUTEQUEIRA! Que todos possam visitar o Bar do David, no Rio de Janeiro – sugestão aos cariocas e não cariocas também! – e possam constatar o QUE É QUE ESSE BUTECO TEM!

Agradecemos a todos os butecos participantes do Comida di Buteco 2016, a todos os jurados, e ao público que foi decisivo e fez uma participação sensacional!

Parabéns aos melhores butecos de cada cidade, e ao melhor buteco do Brasil!

Podemos adiantar que já estamos trabalhando pra vir com força total na edição 2017! Nos vemos nos butecos!

E a vida começa a se transformar para o Dom Rodrigo, de Curitiba!

Que a missão aqui, acima de tudo, é transformar vidas tendo o buteco como extensão de casa, todo mundo sabe bem! Agora, ouvir essas historias de perto e ver a coisa acontecer, é lindo demais!

De tempos em tempos damos destaque aqui para alguns butecos que se saíram ainda mais motivados depois de participar do Comida di Buteco, e puderam tocar seus negócios com muito mais amor, reconhecimento e alegria! E nem precisamos falar também do movimento que cresce e da nova clientela!

Lá em Curitiba, o Comida di Buteco passou pela sua segunda edição. É bem recente, mas a população local é tão butequeira, e recebeu o Comida di Buteco com tanto engajamento e brilho nos olhos, que uma das certezas que ficam é a de que ainda tem muitos anos de Comida di Buteco vindo aí!

O movimento, nesse ano, aumentou pra todo mundo a partir do Comida di Buteco, mas vamos falar de um vencedor sensacional: o Dom Rodrigo, um legítimo buteco, pequeno, sem placa, simples, um grande clássico, com comida IMPECÁVEL, daquelas que todo mundo ouve falar um dia, e um atendimento sensacional, feito especialmente pelos donos do buteco, Rodrigo e Ledi, sua esposa! E um detalhe importante: essa foi a primeira participação do Dom Rodrigo no concurso!

dom-rodrigo-comemora-vitória-comida-di-buteco-curitiba-20163

Não foi à toa que eles saíram na frente, não só na criação do petisco, mas no atendimento único e cheio de atenção, na cerveja sempre gelada e na higiene!

Comida Dom Rodrigo

Quando o Comida di Buteco começou, muita gente que ainda não conhecia o Dom Rodrigo foi lá prestigiar.  Foi o caso da Marian Guimarães, jornalista e blogueira que fez essa foto aí em cima! Expectativas sempre superadas!

Dom-Rodrigo_Porcao-de-Bolinho-de-Carne-Dois-Queijos_Curitiba_2016

Esse foi o grande destaque e protagonista desse premio: Porção de Bolinho de Carne Dois Queijos, um Bolinho de carne com parmesão e provolone com molho de gorgonzola, que garantiu o lugar onde o Dom Rodrigo está hoje: o de campeão e, agora, representante de Curitiba na disputa nacional pelo título de Melhor Buteco do Brasil!

Ficamos de olho nas redes sociais e o buteco foi um grande sucesso durante o concurso! Muita gente dizia que o Dom Rodrigo precisava de apenas um pouco mais de visibilidade pra se tornar um buteco de ainda mais tradição e reconhecimento! Acho que depois desse título, muita coisa vai mudar, né?

Nosso bar é muito pequeno, um legítimo boteco. Ficamos muito felizes em ganhar esse concurso. É o fruto do nosso trabalho sendo reconhecido. E que venha a etapa nacional”, foi o que disse Rodrigo Grandal, em entrevista! Sim, ele ainda pode se tornar o grande campeão Nacional também!

Que os bons ventos levem todos esses butequeiros, curitibanos ou turistas, ao Dom Rodrigo SEMPRE!

Que a vida desse buteco, e de todos os integrantes à frente dele, seja TRANSFORMADA e só sucesso!

E, finalmente, que a gente se encontre na próxima edição, porque será um grande prazer!

 

Tem comida butequeira nesse São João!

Essa época de festa junina, o que fala sobre? É muita comida, muita alegria e muitas manifestações culturais típicas, um prato cheio pra todo butequeiro!

Até porque, nada impede também de você encontrar aquele tira-gosto genial, com ingredientes tradicionais à época, e que deixarão sua festa junina com aquele pézinho lá no buteco, igual tudo o que você  ama.

Sendo assim, para colaborar com isso, fizemos questão de trazer ao menos uma receita que vai dois ingredientes muito presentes entre os pratos típicos salgados dessa época do ano: mandioca e carne seca!

Essa delícia foi criada em Goiânia, pelo Zito’s Bar, e recebeu o nome de “Quem tá frio esquenta”, um bolinho de mandioca recheado com carne seca servido com molho apimentado de manga. Ideia genial e a cara do buteco, é claro!

Zitos-Bar-e-Pizzaria_Quem-ta-frio-esquenta_Goiania_2016

Então, atentem-se aos ingredientes, caprichem no prato e boa pular fogueira do jeito butequeiro de ser: com muita alegria e comida boa.

Tomem nota:

Ingredientes:

Massa:

½ kg de carne de sol

1 kg de mandioca

250 g de amendoim

100 g de catuaba

50 g de gengibre

½ kg de farinha de trigo

2 ovos

100 ml de rapadura

1 cebola

3 pimentas

5 dentes de alho

Sal a gosto

100 ml de manteiga de sertão

1 copo de leite

1 copo americano de água

1 litro de óleo

Molho apimentado de manga:

1 xícara de maionese

2 colheres de sopa de cebola ralada

2 colheres de chá de vinagre

2 colheres de chá de cebolinha verde picada

Molho de pimenta a gosto

Sal e pimenta do reino

1 colher de azeite

Preparo:

Massa

Em uma panela de pressão cozinha a carne de sol, em outra panela a mandioca e deixar a carne e a mandioca esfriar. Depois, misture 250 gramas de carne de sol na massa da mandioca. Passe na máquina de moer o alho e a cebola, moendo também 150 gramas de amendoim e o gengibre, misturando tudo e amassando.

Recheio

Adicionar a carne de sol que será desfiada, a manteiga do sertão e a rapadura raspando e o resto do amendoim. Dividir a massa em bolinhas que será feita em 4 porções. Fazer uma cova no centro e colocar o recheio e passar no empanador, que é feito com 2 ovos com um copo de leite, e engrossar com farinha de mandioca. No óleo não muito quente e escorra com uma espumadeira e papel toalha.

Molho

Numa tigela pequena, misture todos os ingredientes e sirva numa vasilha e sobre um prato enfeitado.

E pronto!

Boa comemoração!

A Saideira 2016!

Tá aí um momento MUITO AGUARDADO pra tudo quanto é butequeiro: a Saideira! Ela é sempre o clímax da nossa experiência no buteco, não à toa é também o nome dado à nossa festa de encerramento do Comida di Buteco, que acontece anualmente, e que nesse ano contou com muita gente bonita, cerveja gelada, atrações SENSACIONAIS e comida boa DEMAIS DA CONTA – os 45 butecos participantes de BH marcaram presença, em barracas, vendendo seus petiscos para o público, a preços bem populares!

Nossa grande parceira, a Cerveja Brahma Extra, fez um vídeo resumindo um pouco do clima butequeiro e alto astral desse dia! Vale o play!

Saideira 1

Foi um dia mega festivo e cheio de expectativas: nele é que anunciamos também o grande campeão de Belo Horizonte nesse ano!

Gostaríamos de agradecer a todos os parceiros envolvidos, às Baianas Ozadas e João Cavalcanti (Banda Casuarina), à Banda Saideira, ao Me Assume ou Me Esquece, ao Copo Lagoinha, aos Djs Cateb e Ivan Monteiro, e, é claro, ao público que compareceu em peso e aproveitou 12 HORAS DE CLIMA BUTEQUEIRO pra ninguém colocar defeito, sem deixar de lembrar das GRANDES ATRAÇÕES de todo o concurso: os 45 butecos que participaram e deixaram todo mundo babando pelos tira-gostos! Foi uma festa linda!

Saideira 16

O Jornal O Tempo, mandou super bem nesses registros do dia! Tem mais lá em nosso álbum no Facebook!

Saideira 10

Esse ano foi INCRÍVEL!

Para finalizar: o campeão de Goiânia!

E, pra finalizar de vez e passar a régua no anúncio dos campeões do Comida di Buteco 2016, divulgaremos o campeão da ultima delas: Goiânia!!!

Sim, Goiânia é presença forte no Comida di Buteco e o pessoal aguentou firme, até hoje, para descobrir quem finalmente levou a melhor. O público representou muito essa cultura butequeira, visitando, votando e, agora, elegendo o melhor buteco de 2016, aquele que mandou bem demais no atendimento, na higiene, na cerveja gelada e, principalmente, na criação do tira-gosto participante.

Foram 31 butecos, todos muito bem selecionados e muito engajados, que aproveitaram todo o sucesso e carinho do público e que, daqui pra frente, esperamos que suas vidas sejam transformadas, cada  vez mais, para MUITO melhor!

Sendo assim, eis aqui o anuncio dos campeões do Goiânia!

Em 5º lugar, ficou o Buteco do Zé Abílio, com o Cebola Recheada, uma delícia feita de cebola Recheada com Cream Chease, carne e bacon! Esse espetinho ficou maravilhoso na foto, e se explicações quando provado!

Boteco-do-Ze-Abilio_Cebola-Recheada_Goiania_2016

Já o 4º lugar ficou com o Recanto do Chopp e seu criativo Boi na Lua, uma linguiça de lua moída com tomate, cebola, 2 queijos, temperos da casa e assada na brasa e que acompanhava tropeiro de feijão verde e mandioca! Um espetáculo:

Recanto-Chopp_Boi-na-Lua_Goiania_2016

O 3º lugar foi conquistado pelo Mr. Espeto, que mostrou através do nome do tira-gosto criado, o que eles sentem: Orgulho de ser goiano! Sim, essa delícia nada mais era que um bolinho de arroz, mandioca e frango recheados com queijo e catupiry, acompanhados de molho cremoso de pequi e saladinha de guariroba! Sucesso total!

Mr

Quem ficou com a vice liderança, foi o Dom Cirus, com o tira-gosto Coletânia. O nome não foi bolado em vão, afinal, era uma porção de mini discos de carne bovina e suína recheados com mussarela, servidos com molhos da casa! Deliciosos!

Dom-Cirus_Coletania_Goiania_2016

E, finalmente, O GRANDE CAMPEÃO, que fez bonito e representou: WISQUINÃO BAR! Eles, que criaram o delicioso Kibitos, uma mistura genial da tradicional massa de quibe com purê de batatas e especiarias, recheados com ricota e castanha de caju. Pra completar, eram acompanhados com molho de hortelã picante. Merecido!!!

Wiskinao-Bar_Kibitos_Goiania_2016

PARABÉNS WISQUINÃO, parabéns a todos os colocados e aos demais butecos que marcaram presença e deram o melhor de si nessa edição do Comida di Buteco 2016!

Finalmente, todos os campeões estão escolhidos e, agora, é só aguardar pelas notícias da ELEIÇÃO NACIONAL, a “segunda rodada” do Comida di Buteco 2016, dessa vez para eleger o MELHOR BUTECO DO BRASIL!

Até!

 

O campeão de Curitiba também saiu!

Essa foi a segunda edição do Comida di Buteco também em Curitiba, que trouxe 20 autênticos butecos para o concurso, além de receitas de família e petiscos novos para a cidade e seus cardápios!

Sorte de quem esteve por lá e pode visitar, pelo menos, alguns desses butecos, para entender do que estamos falando. Foram 20 petiscos que tiveram todo o potencial para levarem essa e, consequentemente, representar a cidade na Eleição Nacional. Mas, venceu aquele que pontuou melhor na combinação de tira-gosto, atendimento impecável, cerveja geladinha e higiene no buteco!

Dessa forma, esse foi o resultado de Curitiba no Comida di Buteco 2016:

Em terceiro lugar, o incrível buteco Paraguassu, com o seu delicioso Arancine de Bacalhau, um bolinho de Arroz Arbóreo Recheado Com Bacalhau.  Quem aí provou essa maravilha por lá?

Paraguassu_Arancine-de-Bacalhau_Curitiba_2016

Já o segundo lugar foi para o Mercearia Fantinato, com sua Entradinha de Churrasco.  Quem provou sabe justificar a vice liderança dessa maravilha: uma porção com  linguiça envolta em cebola assada servida no mini-pão francês. Simples e perfeito!

Mercearia-Fantinato_Entradinha-de-Churrasco_Curitiba_2016

Já o GRANDE CAMPEÃO dessa edição, que, com certeza, subiu ao pódio por merecer, foi o buteco DOM RODRIGO, criador do Porção de Bolinho de Carne Dois Queijos,  esse belíssimo – e delicioso – bolinho de carne com pamesão e provolone com molho de gorgonzola. Sensacional em tudo!

Dom-Rodrigo_Porcao-de-Bolinho-de-Carne-Dois-Queijos_Curitiba_2016

Parabéns DOM RODRIGO e demais butecos participantes! Esse concurso foi delicioso e deixou todo o público mega satisfeito em poder provar tanta coisa boa – e quebrar a cabeça pra escolher apenas um!

Nos veremos na próxima edição. Para o Dom Rodrigo: arrebenta na votação nacional!

Saiu o campeão de Brasília!

Agora é a vez de falar de Brasília, a cidade que participou pela segunda vez do Comida di Buteco e mostrou que veio pra ficar de vez, e os butecos participantes é que mostraram isso!

A cultura butequeira lá é forte e isso se refletiu no Comida di Buteco, que trouxe para essa edição 20 butecos participantes, todos com tira-gostos muito bem bolados, deliciosos, e que tinham de tudo pra levar essa! Todos eles!

Porém, só 3 puderam garantir a presença no pódio, que foi revelado ontem a noite e divulgamos oficialmente para vocês aqui! Sendo assim, olha aí o resultado:

O 3º lugar ficou para o Restaurante Nordestino, que traz suas raízes não só no nome, mas no cardápio também, e criou para esse ano a Panelada, um Delicioso caldo que leva mocotó, tripa e bucho de boi, numa apresentação incrível e impecável!

Restaurante-Nordestino_Panelada_Brasilia-2016

Já o 2º colocado foi o Carijó Gastronomia Brasileira, que inovou com essa receita de Frango cozido e desfiado transformado em uma farofa empanada e frita, servido com molhos barbecue e agridoce, e que recebeu o nome de Fronha Frita de Frango à Frogoió! Genial!

Carijo-Gastronomia-Brasilieira_Fronha-Frita-de-Frango-a-Frogoio_Brasilia-2016

Mas, o primeiríssimo colocado, que levou o titulo de Campeão do Comida di Buteco 2016 em Brasília, foi o CONFRARIA CHICO MINEIRO, com o seu incrível Bolinho de mexidão acompanhado de molho de pimenta da casa, como o nome diz, um bolinho de mexidão elaborado com feijão, caldo e carnes da feijoada, arroz, vinagrete, couve e farinha de mandioca, enrolado, empanado e frito e, claro, acompanhado de um molho de pimenta da casa, que só eles sabem fazer!

Confraria-Chico-Mineiro_Bolinho-de-Mexidao-acompanhado-de-pimenta-da-casa_Brasilia-2016

Parabéns ao Confraria Chico Mineiro pelo título, e por garantir que Brasília esteja muito bem representada na Eleição Nacional! Parabéns também a todos os butecos que mandaram muito bem e deixaram o público com uma difícil decisão em mãos!

Valeu, Brasília!